Fitas de LED: Tipos, onde usar e como instalar.


 

Apesar do bombardeio de informações sobre o LED, normalmente separam pouco espaço para falar sobre fita de LED, seus tipos, modelos, onde e como usá-las. Então este texto é exclusivamente para te “dar uma luz” sobre este tema e acabar de vez com suas dúvidas sobre as famosas Fitas de LED.

O LED

LED é uma sigla em inglês que significa Light Emitting Diode, em português: Diodo Emissor de Luz. Para simplificar, o diodo é o componente eletrônico que permite a passagem de energia elétrica para que haja luz.
O LED é a opção que está em alta na iluminação e decoração em geral já há algum tempo, e provavelmente, continuará sendo, porque ainda não existem opções que sejam mais economicamente viáveis.
Se você quiser saber mais sobre as vantagens do LED, temos um texto completo sobre a diferença entre as lâmpadas LED, incandescentes e fluorescentes, que você pode conferir clicando aqui. Em poucos minutos, você se tornará um especialista no assunto.
Já neste texto, vamos falar especificamente sobre as famosas fitas de LED. Vamos explorar 3 aspectos:

  • Tipos de Fitas de LED,
  • Onde usá-las
  • Como instalá-las.

Existem centenas de opções de Fitas de LED disponíveis no mercado, então, primeiro vamos aos modelos mais conhecidos.

1. Tipos de Fita de LED

  • Baixa tensão: Elas precisam de um transformador, também chamado drive, de energia que vai converter a carga de energia da sua casa, que é de alta tensão (110/220), em uma rede de baixa tensão, adaptando o fluxo de sua rede ao da fita.

Dentro dessa categoria está a:

Fita convencional: formada por pequenos chips LEDs, esse formato permite a iluminação tanto de superfícies retas, como de qualquer objeto de formato curvilíneo. Elas podem ser compradas, normalmente, em rolos de 5m, são muito flexíveis e devem ser cortadas em lugares específicos, normalmente já indicados na própria fita.
Nessa categoria, você encontrará, normalmente, dois modelos: a 3528 e a 5050. Mas, afinal, o que significam esses números?
Eles representam as medidas do chip de led, então, na fita de LED 3528 o chip terá 35mm de altura por 28mm de largura. Essa é a opção mais econômica que existe no mercado com relação a gasto energético. Por outro lado, esse modelo tende a iluminar menos e por isso ele é indicado para produzir luz indireta em um ambiente que já possui luz direta.

Fita de LED 2835

 

 

 

 

 

 

 

Já a fita de LED 5050 terá chips de led com 50mm de altura por 50mm de largura. Esse modelo possui uma luminosidade maior e por isso pode ser utilizado para destacar algum aspecto da decoração.

Mas, se você quiser ter certeza de que está comprando uma fita de LED de alta potência, verifique a quantidade de LEDs e de lúmens por metro. Quanto mais chips por metro, mais perto eles estarão entre si e por isso haverá um menor intervalo de luminosidade.

Em relação ao Lúmen, esta é a unidade de medida do fluxo luminoso, ou seja, a quantidade de luz que uma fonte luminosa pode emitir, então quanto maior o valor, maior será o brilho.

Fita de LED 5050

  • Alta tensão: estas são as fitas que podemos ligar diretamente a fonte de energia, sem precisar de um estabilizador, ou drive. Dizemos isto porque, de fato, elas possuem um alimentador próprio para o plugue e cuja potência pode ser 110V ou 220V. Dentro dessa categoria estão as:

  • Mangueiras: mais rígidas (seu raio de curvatura não pode ultrapassar 15 cm), este padrão é um pouco diferente. É composta por uma série de LEDs dentro de uma mangueira de silicone ou outro plástico transparente. Pode-se comprá-la por metros e possui o mesmo aspecto de luzes intervaladas.

  • Fita Led Neon: Nesse modelo, que está super em alta, os LEDs ficam encapsulados dentro de um silicone fosco para resultar na luminosidade vibrante e inteiriça. Com um efeito diferenciado, é uma forte tendência na decoração. E apesar das opções em diversas cores, ela é vendida de maneira monocromática, ou seja, cada rolo possui apenas uma cor.
Perfil de Alumínio com placa de LED
  • Placa: bem parecida com a fita, a placa de LED permite iluminar espaços amplos e superfícies retas. Isso porque ela é, basicamente, uma fita rígida. Também é possível cortá-la nos pontos indicados. Diferente da fita, ela exige uma fonte de alimentação de energia para cada placa. No nosso site ela é vendida a cada 1,20m da Save Energy.

 

 

Tabela de Cores

Branco Frio
O Led branco é um dos mais difundidos comercialmente. Conhecido como branco frio, esta temperatura de cor é responsável por produzir no nosso cérebro uma sensação mais ativa, energética e nos impulsiona a estar mais concentrados. Seu tom não distorce a cor dos objetos e transmite a impressão de clarear melhor o ambiente.
Branco Quente
O tom amarelado ou temperatura de branco quente também é muito conhecido. Existe certo simbolismo nas suas aplicações , pois este tom por parecer mais confortável a visão, nos "convida" a permanecer por mais tempo sob esse tipo de iluminação. Com ele cria-se a ilusão e a sensação de conforto e relaxamento de um ambiente intimista.
RGB
Esse tipo de fita possui três cores: Red (vermelho), Green (verde0 e Blue (azul). Graças a tais combinações pode-se refletir qualquer cor do espectro visível, com exceção da luz branca. No nosso site esses modelos já vem com controle remoto para você escolher se quer usar uma, duas ou as três cores juntas, pois é possivel comprar uma cor somente ou as três cores em um rolo.
Neon
Seu brilho fosforescente permite criar lettering, desenhos, decorar objetos, como TVs, espelhos (melhorando a iluminação da make!!) e permite também decorar áreas molhadas como a do banheiro e da piscina.

Por falar em tons de branco, não deixem de ler nosso post completo: “Qual a melhor lâmpada de LED?”. Ele explica como o corpo reage a tais diferenças de tom e mostra como usá-los a nosso favor. Este artigo é, sem dúvida, esclarecedor!

2. Onde usar as Fitas de LED?

Antes de mostrar todas as possibilidades que a fita LED permite, é preciso falar de um dado técnico muito importante que tem a ver com o lugar onde ela pode ser instalada. Este dado é o IP.
Sua sigla significa: Índice de Proteção contra sólidos e líquidos. É composta por dois algarismos: o primeiro (que varia entre 0 e 6) vai indicar quanta proteção a fita possui contra sólidos e o segundo (que varia entre 0 e 8) mostra seu grau de proteção contra líquidos. A tabela abaixo descreve o que cada número protege. Quanto maior o número, maior a proteção e este dado deve constar na descrição ou na embalagem do produto. Verifique com antecedência esta informação, porque dependendo do seu IP ela só poderá ser instalada em áreas secas ou em áreas onde crianças e animais não a alcancem!

1º Dígito
Grau de Proteção contra Sólidos
2º Dígito
Grau de Proteção contra Líquidos
0 - Nenhuma proteção0 - Nenhuma Proteção
1 - protegido contra objetos sólidos superiores a 50mm.1 - Protegido contra quedas verticais de gotas de água
2 - Protegido contra objetos sólidos superiores a 12mm.2 - Protegido contra quedas verticais de gotas de água de até 15º
3 - Protegido contra objetos sólidos superiores a 2,5mm3 - Protegido contra água aspergida de angulo de 60º
4 - Protegido contra objetos sólidos superiores a 1mm4 - Protegido contra projeção de água de qualquer direção
5 - Protegido contra poeira e contato a partes internas do invólucro5 - Protegido contra jatos de água
6 - Totalmente protegido contra a penetração de poeira6 - Protegido contra jatos fortes de água
7 - Protegido contra imersão temporária (até 30min. em submersão de 15cm a 1m)
8 - Protegido contra submersão (imersão prolongada sob pressão)

 

A Fita de LED pode destacar pontos especiais da sua Decoração, como uma parede texturada.
Iluminar a marcenaria com a fita de LED é um recurso que além de funcional, garante a beleza do ambiente!
Os perfis de LED podem ser utilizados tanto em tetos quanto em paredes

Por serem flexíveis, as Fitas de LED permitem criar designs únicos e exclusivos.
Iluminar o espelho com Fita de LED transforma totalmente o ambiente, além de fornecer uma iluminação ideal de tarefa.
As tradicionais sancas se transformam com as Fitas de LED
A Fita de LED Colorida pode ser utilizada para criar efeitos únicos
No nosso site temos opções de fita de LED dimerizáveis e as RGB com controle remoto.
As Fitas de LED neon podem ser utilizadas para criar letterings e até fachadas comerciais.

3. Como instalar Fitas de LED?

  • Baixa Tensão: Se ela for de baixa tensão, como de 12v, é preciso uma fonte de alimentação que possua um adaptador de corrente elétrica e um conector com pólo positivo e negativo. Basta unir este conector com o plug da ponta da fita e depois colocar a fonte na tomada. Mas lembre-se, não é suficiente uma fonte para iluminar um rolo inteiro de fitas. É preciso fazer a seguinte conta: Potencia (descrita na embalagem) x metragem pretendida. O resultado será o consumo total em watts. Este valor você divide pela voltagem (embalagem) e encontrará a amperagem total. Sua fonte de alimentação deve ter uma amperagem maior que a amperagem total (entre 10% e 30% maior). É o caso das fitas convencionais, por exemplo.

  • Alta Tensão: Neste caso a instalação é mais simples: além da fita, na sua compra deve vir o alimentador, junto com o pino H. Este pino possui dois lados diferentes: um deles tem as pontas mais finas. Estas devem ser encaixadas na fita, que já possui as entradas próprias para ele. Insira o pino, mas não a ponto de que este encoste na placa, para não danificá-la. Em seguida, conecte o lado mais grosso do pino ao conector da fonte e ligue-o à tomada. Se a fita não acender, pode ser que você tenha invertido a polaridade. Assim, retire a fonte da tomada, desplugue o conector do pino H (somente o lado mais grosso), gire o conector e insira-o novamente no pino. Plugue-o na tomada e pronto, ela deve acender! Este é o caso da mangueira. Com respeito à placa, por ser feita em alumínio, ela é rígida, então para instalá-la, primeiro limpe bem a superfície onde será adesivada. Verifique a metragem desejada (lembrando que a placa é vendida por 1,2m no nosso site) e se ela exigir mais que 1,2m você pode uni-las com solda nos pontos indicados ou se precisar fazer uma dobra, como por exemplo, a quina de uma sanca, será preciso unir as placas com solda em dois fios (polo positivo é vermelho e negativo é preto). Após a medição, basta fixá-las no local e disponibilizar um transformador de 12v para cada placa, pois sua luminosidade é mais forte que a fita de LED comum e por isso é necessário este transformador para manter essa luminosidade operando.

Fixação: se a fita for autocolante, basta ir retirando a fita adesiva conforme for colando na superfície (lembre-se que deve estar limpa antes), mas se não for adesivada ou se quiser garantir que não descole, existem pequenas abraçadeiras para fixá-las ou perfis de sobrepor para cobri-las, só lembrando que os perfis são rígidos e retos, ou seja, seu design resultará em linha reta.

Para cortá-la existe o ponto certo, então meça antes para não faltar pedaço ou não correr o risco de não poder cortá-la quando terminar o contorno do que quer iluminar. Para unir dois pedaços é preciso um pequeno conector que travará os fios por dentro dos dois lados.


Esperamos que, depois destas explicações detalhadas, tenhamos esclarecido algumas dúvidas e esperamos que você se sinta mais preparado(a) para fazer sua compra ou instalar sua fita sem medo. Os modelos que descrevemos neste post estão disponíveis no nosso site e lá você conta com vários modelos de fita de LED e toda a segurança no processo de compra. Clicando aqui você confere essa seleção e vai dar um up na iluminação da sua casa!

Um comentário em “Fitas de LED: Tipos, onde usar e como instalar.

Queremos saber sua opinião, e se você tem alguma dúvida, vamos amar respondê-las!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.