Conhecendo os tipos de cristais

No post anterior falamos sobre algumas técnicas simples para escolher o lustre ideal. Se você ainda não leu é só clicar no aqui. E falando em lustres, os de cristais são os preferidos da maioria.

E não é para menos, eles conferem beleza e brilho sem igual. Mas ao escolher um lustre de cristal, as opções são tantas, que é natural surgirem algumas dúvidas.

Algumas delas são:

Como identificar um cristal verdadeiro?

Existem tipos diferentes?

Vale a pena usar cristal verdadeiro?

Como cuidar, manter e limpar lustres e luminárias?

Vamos então sanar essas dúvidas, e te dar algumas dicas incríveis também!

 

Lustre Gabriel – Palácio de Versalhes, em Versalhes, França. (Foto: Divulgação)

Galeria dos Espelhos – Palácio de Versalhes, em Versalhes, França.

Da necessidade ao luxo.

Desde o início da criação, a terra desfruta da luz do sol, e a escuridão da noite, e até a descoberta do fogo, não tínhamos como controlar isso. Já no mundo moderno e desenvolvido de hoje, podemos acessar a luz à vontade através de um interruptor ou até mesmo através de nossos telefones celulares e outros dispositivos eletrônicos.

A iluminação artificial domina nossas vidas. E com o passar dos anos, a iluminação artificial se transformou de uma necessidade prática para uma forma luxuosa de arte.

Foi no período Renascentista que elementos como castiçais simples começaram a tornar-se mais complexos, sendo utilizados de maneira múltipla, pendurados em paredes e tetos. Surgiam ali os precursores dos elementos modernos de iluminação, como luminárias, lustres, arandelas e outros.

Desde então, os materiais utilizados nessas luminárias foram se transformando, na tentativa de melhorar a iluminação. Mas foi somente no século XVIII  que os artesãos passaram a utilizar espelhos, vidros e por fim, a grande descoberta, o cristal.

A partir daí, os lustres de cristal se tornaram símbolo de status social. O que gerou uma explosão de criações luxuosas que marcaram a história da arte da humanidade.

Um exemplo disso é o Palácio de Versalhes, sinônimo de ostentação e luxo, possui um enorme acervo de lustres, que vem aumentando. Recentemente ele ganhou uma nova atração: um lustre com 800 cristais e 3.000 lâmpadas led. Intitulado “Gabriel”, o lustre,  assinado por Ronan e Erwan Bouroullec,  é a primeira obra de arte contemporânea a integrar a coleção permanente do castelo, e pesa mais de meia tonelada!

 

Tipos de cristais

Hoje no mercado existem muitas opções de lustres denominados de cristal. Você com certeza pôde observar que há uma grande diferença de valores também. Olhando mais atentamente, podemos encontrar lustres vendidos como cristal de acrílicocristal original, ou legítimo.

O cristal legítimo, diferente do vidro comum, é produzido com sílica e óxido de chumbo.

O chumbo é o grande responsável pela transparência e toque suave do cristal, que o torna tão especial. Por isso,  quanto maior a porcentagem de óxido de chumbo em um cristal, maior será a sua qualidade.

Os cristais legítimos devem possuir de 10% a 30% de óxido de chumbo, e é facilmente identificado pela linda  iridescência, e brilho inconfundível. Outro fator importante é a lapidação. Uma excelente técnica de lapidação faz toda a diferença no efeito final do cristal.

 

Existe também o cristal de acrílico. A grande vantagem desse produto, em relação aos cristais legítimos é o baixo custo. Mas paramos por aí, porque apesar do acrílico ser um excelente material para luminárias, no quesito cristais ele deixa a desejar. Isso porque nos cristais ele tem um menor tempo de vida, já que perde o brilho e a reflexão de cores com o passar do tempo. E brilho é o que mais queremos em um lustre de cristal!

Por isso devemos sempre pensar a longo prazo quando adquirimos itens para o nosso lar, ou negócio. Na grande maioria dos casos, um investimento maior de início te poupará de gastos de reposição no futuro.

Existem muitos tipos de cristais legítimos, para todos os gostos e bolsos. Em nosso site mesmo temos muitas opções de excelente qualidade com preços ainda mais excelentes! Logo abaixo você terá o link para confirmar isso.

Mas antes de você escolher o seu lustre ou luminária de cristal, vamos aprender a fazer a manutenção correta da peça elegida.

Cristal Pirulito

Cristal Retangular
Cristal Bola

 

Limpeza e manutenção

A dica aqui é limpar semanalmente seu lustre com um espanador para evitar o acúmulo de poeira. E a cada 3 a 6 meses, depende muito do local onde você mora, fazer a limpeza completa.

Inicie retirando o excesso de poeira com um espanador. Faça uma mistura com 500ml água morna e 1 tampinha de álcool ou vinagre de maçã. Umedeça uma flanela branca macia e faça a limpeza dos cristais e os outros componentes do lustre. Simples e eficaz!

Alguns detalhes sobre a sua segurança ao fazer a limpeza do lustre. Sempre utilize a escada com a ajuda de mais uma pessoa. Enquanto um faz a limpeza, o outro pode garantir a segurança segurando a escada. E ao lidarmos com peças que são energizadas, é sempre bom garantir seu desligamento total antes de iniciar.

Agora que você já é um perito em escolher cristais e como fazer a manutenção deles, mãos a obra! Fizemos uma seleção incrível de peças em cristal para facilitar a sua busca. Clique aqui e divirta-se!

 

 

 

 

 

 

 

Queremos saber sua opinião, e se você tem alguma dúvida, vamos amar respondê-las!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.